Poesia e Resistência Feminina e da Mulher Negra, são temas de mesas redondas na 9º Flimar

7 de dezembro de 2018

Encontros acontecem no auditório principal, localizado no Adro do Convento, com participação de escritoras alagoanas e de renome nacional

Texto: Sthefane Ferreira

Com o tema “Sou Literatura, Sou Cultura, Sou Mulher” a 9º edição da Festa Literária de Marechal Deodoro (Flimar) transformará o município em um verdadeiro palco de discussões sobre a mulher em suas diversas formas. Durante o evento, o público contará com mesas redondas nos dias 14 e 15 de dezembro.

O protagonismo das mulheres negras alagoanas, espaços de resistência feminina e poesia são alguns dos temas expostos entre os palestrantes. As mesas iniciam a partir das 15h e seguem até o início da noite. Angélica Freitas, Mãe Neide, Marília Matsumoto, Arriete Vilela, Claudilene Silva, Elaine Rapôso, são algumas das mulheres que estarão presentes nas mesas redondas da Festa Literária.

A professora do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Campus Marechal Deodoro, Elaine Rapôso que estará presente na mesa do Leia Mulheres, conta que durante a mesa serão discutidos os espaços e desafios da mulher.

“Na mesa do Leia Mulheres nós vamos falar sobre a atividade dos grupos do Leia Mulheres em Alagoas, sobre autoria feminina e leitura. O Leia Mulheres é um grupo que existe em mais de 90 cidades do Brasil. O nosso grupo se reúne mensalmente e alia a formação de leitores e leitoras à discussão de temáticas relacionadas à visibilidade das mulheres escritoras bem como violência, desigualdade social, de raça e gênero a partir da leitura de livros escritos por mulheres”, explicou.

Em cada dia de evento estarão disponíveis quatro mesas redondas, para que o público possa participar daquelas que possuam maior interesse, totalizando em oito mesas redondas nos dois dias de evento.

Elaine Rapôso ainda falou da satisfação de trazer o Leia Mulheres para Marechal Deodoro. “Trazer o Leia Mulheres para Marechal Deodoro foi uma realização muito importante para mim, porque alia meus estudos e pesquisas à minha prática docente de forma direta”, disse.

Confira a programação do Auditório Principal:

 14 de dezembro

15h: Poesia e resistência feminina com Angélica Freitas, Susana Souto e Eduarda Rocha

16h30: Da cacimba à lagoa: Marechal Deodoro na obra de Arriete Vilela

17h30: A atuação das professoras negras na luta por uma educação anti-racista

18h30: Mulheres nas editoras alagoanas, com Lídia Ramires, Patrycia Monteiro e Sanádia Gama

15 de dezembro

15h: Mulheres negras construindo espaços de resistência com Ana Rita Marcelo de Castro e Lígia Ferreira

16h30: Sou mulher e escrevo: Bate-papo com escritoras alagoanas com Marília Matsumoto, Marta Eugênia, Izabel Brandão e Karol Moraes

18h30: O protagonismo das mulheres negras alagoanas com Mãe Neide, Regina Lopes e Bruna Moraes.

7 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *